Combustível tem validade ?

 

Combustíveis têm data de validade, mas falta fiscalização nos postos sobre o prazo Quando você vai ao supermercado, na hora de adquirir um produto, provavelmente presta atenção na data de validade, desconfiando até se o preço estiver baixo demais. Pois bem, a mesma preocupação deveria valer tanto diante das gôndolas quanto das bombas de combustível dos postos. Afinal, combustível também tem validade. A determinação do tempo é relativa, já que pode depender da localidade de armazenagem, condições climáticas, estado do tanque, o tipo de refino ou até mesmo o produtor. Ou seja, no máximo é possível chegar a uma média.

 

Prazo de validade nos postos de combustíveis

Entre as distribuidoras consultadas, a ALE Combustíveis foi a mais esmiuçada e informou a validade de todos os combustíveis. Segundo a empresa, o etanol é o combustível que menos sofre oxidação e pode ficar até um ano guardado no tanque em condições normais.
No geral, a gasolina oxida bem mais rápido. Depende do tipo de refino, entre outras condições, mas o prazo seria de quatro meses, o mesmo valendo para as gasolinas com maior octanagem e aditivos. Já o diesel dura seis meses, cerca da metade do tempo do etanol.
S500 Contudo, para o recém-introduzido diesel S500, com menor teor de enxofre, o prazo baixa consideravelmente: apenas um mês. O combustível mais limpo é vital para o bom funcionamento dos novos caminhões e picapes que atendem os limites de emissões mais rígidos do Proconve P7 e Ló, respectivamente. Na prática, a frota de veículos desse tipo ainda é pequena, pois os modelos antigos e mais poluidores poderão ser vendidos até 31 de marco.

Petrobras

A Petrobras foi mais generalista e indicou a validade de apenas dois meses para todos os combustíveis, sem distinções. A área técnica da Ipiranga afirmou que as condições podem variar a ponto de ser impossível estipular a data exata de expiração, como também qualquer média. Consultada sobre a questão da fiscalizaçâo da validade, a ANP não se pronunciou. Entre os parâmetros fiscalizados pela agência está a fiscalização da qualidade do com-
bustivel expressa em boletins mensais, mas sem exigências em relação ao tempo de armazenagem. Ou seja, quando você pega um produto na gôndola para colocá-lo no carrinho, pode verificar a sua validade como a lei exige. Já quando o assunto é o seu automóvel, o resultado pode ser uma tremenda indigestão.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *